Alimentação Dicas e Curiosidades Saúde e Bem-Estar

Como montar uma lancheira saudável para seu filho – Parte 1

A alimentação de uma criança geralmente é controlada pelos pais e, muitas vezes, eles não controlam esta alimentação com a atenção que ela merece.

Como preparar a lancheira do seu filho?
Como preparar a lancheira do seu filho?

Por isso, é importante construir uma alimentação saudável desde o princípio, pois além da saúde ser construída ainda nos primeiros anos de vida, a criança irá se acostumar a comer alimentos saudáveis sempre.

Dois fatores exercem importante influência na alimentação das crianças e são facilmente trabalhados pelos pais: a alimentação dos próprios pais, que serve de exemplo para os pequenos, e a disposição que os pais têm para preparar alimentos saudáveis em detrimento daqueles que são mais práticos, mas que possuem diversos agentes perigosos à saúde, como sódio e corantes em excesso. Existem muitos casais que mantêm uma alimentação ruim e cobram – ou impõem – aos seus filhos uma alimentação saudável. A verdade é que os pais são como um espelho para os filhos e é realmente muito difícil que eles aceitem uma alimentação que os próprios pais não têm.

Confira também: 5 coisas para evitar no enxoval de bebê

Já a questão da praticidade no preparo dos alimentos para os filhos é um problema cada vez mais comum nas famílias brasileiras: a falta de tempo dos adultos, que estão sempre atrasados para seus compromissos profissionais, acaba por fazer com que seus filhos tenham uma alimentação mais “relaxada”, ou seja, rica em produtos industrializados e práticos de serem preparados e consumidos. O fato é que uma alimentação saudável não exige o preparo de pratos elaborados ou demorados. Existem combinações de alimentos de fácil preparo e que podem trazer muito mais benefícios para a saúde das crianças do que os industrializados.

A alimentação na escola: lancheiras saudáveis

Além da alimentação que as crianças têm em casa, é importante dar atenção à alimentação que elas mantêm na escola, que é um local onde elas passam grande parte do seu tempo diário. A lancheira é um instrumento importantíssimo e uma grande aliada dos pais na hora de prover uma alimentação mais saudável e construtiva para os seus filhos. No entanto, para que as crianças tenham todos os nutrientes necessários para o seu pleno desenvolvimento e crescimento é importante que algumas dicas sejam seguidas.

Alimentação saudável também na escola
Alimentação saudável também na escola

A primeira informação que se deve ter em mente é a construção de um cardápio que inclua três tipos de alimentos: construtores, reguladores e energéticos:

  • Alimentos construtores:

    são aqueles que possuem nutrientes que irão servir para o desenvolvimento e crescimento do organismo da criança. São ricos em proteínas, lipídios, ferro, entre outros nutrientes;

  • Alimentos reguladores:

    são alimentos ricos em vitaminas e sais minerais, nutrientes que são essenciais para o funcionamento do organismo. É o caso das frutas, das verduras, dos legumes, entre outros;

  • Alimentos energéticos:

    ricos em carboidratos e colesterol bom. As crianças estão em plena atividade durante todo o dia, logo precisarão de energia para desenvolver suas principais atividades. Pães, bolos, massas e outros tipos de alimentos ricos em carboidrato são essenciais neste grupo.

    E mais: 6 dicas para economizar no enxoval de bebê

Tendo em mente que, para montar uma lancheira saudável para o seu filho é necessário possuir alimentos destes três grupos, você poderá começar a pensar nas opções que tem para suprir estas necessidades. Além dos alimentos, é importante ter atenção com as bebidas que a criança terá à disposição na lancheira. Existem dezenas de opções prontas no mercado, mas é preciso saber filtrar o que pode trazer benefícios para o seu filho e o que pode comprometer a saúde dele no futuro.

Bebidas como refrigerantes e sucos industrializados devem permanecer sempre longe das crianças, pois contém açúcar em excesso, corantes prejudiciais, aromatizantes artificiais e outras substâncias que podem trazer uma série de problemas no futuro. Por isso, opte por sucos naturais, sucos de polpa ou sucos de caixinha que contenham substâncias artificiais em quantidades bem reduzidas (neste caso, é preciso evitar ao máximo estas bebidas, só se deve utilizá-las em último caso).

Em relação aos sucos naturais, é preciso conhecer algumas informações importantes a respeito das frutas que estão sendo utilizadas no preparo destes sucos. Normalmente, as frutas vão perdendo os nutrientes ao longo do tempo após serem transformadas em suco. A recomendação é consumir os sucos naturais assim que eles são feitos, mas isso será impossível para o seu filho, já que você precisa preparar o suco antes de levar ele para a escola. Neste caso, opte por colocar o suco numa garrafa térmica que, além de manter a temperatura agradável do suco, também ajuda a manter o gosto saboroso e os nutrientes ativos por mais tempo.

Para uma alimentação saudável e balanceada, suco só se for natural!
Para uma alimentação saudável e balanceada, suco só se for natural!

Há frutas que conseguem manter seus nutrientes por mais tempo por ter oxidação mais lenta. É o caso da goiaba, do maracujá, do abacaxi e da acerola. No entanto, estas frutas são mais “fortes” do que as frutas mais comuns, como morango, uva e laranja. Procure variar os sabores ao longo da semana e do mês para que seu filho tenha opções de sabores e não enjoe do cardápio. Água de coco também é uma ótima opção para sair do cardápio comum.

Veja também: Qual o tipo de tecido ideal para o meu bebê? e Dicas para preparar seu filho para a volta às aulas!

Alimentos gostosos e saudáveis

Vez ou outra seu filho irá lhe cobrar por alimentos mais gostosos, como bolos e sobremesas. Estes alimentos não são proibidos. As crianças observam muito seus amigos e nem sempre o colega de seu filho terá alimentos saudáveis como os dele para comer na hora do recreio. Logo, seu filho irá lhe questionar se pode comer as mesmas coisas que os colegas. Um bolo de chocolate, um mousse, um iogurte, enfim, qualquer tipo de guloseima que as crianças adoram. Você tem a opção de fazer bolos, biscoitos e outros tipos de guloseimas para seu filho utilizando alternativas de ingredientes saudáveis na hora de preparar tais alimentos:

  • Na hora de utilizar açúcar numa receita, troque o açúcar branco refinado por açúcar mascavo;
  • Quando fizer um bolo, substitua a farinha de trigo comum por uma farinha integral ou aveia;
  • Mesmo que seu filho não seja alérgico ao glúten, procure trocar os alimentos para opções sem esta substância;
  • Utilize cacau em pó para fazer o tão desejado bolo de chocolate para o seu filho ao invés dos achocolatados comuns.

Para todas as receitas há opções de ingredientes mais saudáveis ou menos prejudiciais. Basta que você tenha a disposição para procurar estes ingredientes e tempo para preparar as receitas mais saudáveis.

Gostou? Acompanhe nosso blog e não perca a parte 2!

Deixe seu comentário

comments

Deixe um comentário