Dicas e Curiosidades Educação Saúde e Bem-Estar

Desenvolvimento infantil: Saiba o quanto a musica pode ajudar

desenvolvimento-infantil-saiba-o-quanto-a-musica-pode-ajudar

A música é uma arte que tem grande influência na vida das pessoas. Presente desde os tempos mais antigos, muitos pensadores afirmavam que a música estava intimamente ligada à alma dos seres humanos, proporcionando sentimentos e sensações únicas. Seguindo esta linha de pensamento, a pedagogia moderna também incentiva e utiliza a música como instrumento para o desenvolvimento infantil.

Muitos estudos acerca da música como agente no desenvolvimento infantil estão presentes no meio acadêmico e científico. Essa influência da arte permeia não apenas as questões de desenvolvimento infantil acerca do aspecto cognitivo, mas se ampliam para tentar explicar como a música pode estar interligada ao desenvolvimento de relações afetivas e, consequentemente, no papel social.

Desenvolvimento infantil: Saiba o quanto a musica pode ajudar!

Algumas linhas seguem na visão de que a música é uma linguagem e contribui como uma forma de aquisição do conhecimento para que ela obtenha informações, como, também, consiga criar sua própria maneira de se expressar.

Outras vertentes a tratam, no estudo, como uma ferramenta para organização a montagem da memória das crianças. Há estudos que apontam o feto já percebe o acontecimento musical quando ainda na barriga da mãe.

Neste contexto, existe a teoria das inteligências múltiplas, no qual considera da música como uma arte que capaz de desenvolver novos produtos para uma comunidade ou ambiente, assim como, também, resolver questões e estabelecer uma comunicação.

Seja qual for a maneira pelo qual o desenvolvimento infantil é influenciado pela música, essa prática, aparentemente, traz apenas benefícios aos pequenos, auxiliando pais e professores no processo de educação e aprendizado.

O assunto é controverso, já que diferentes linhas de estudos afirmam que a música é capaz de tornar uma pessoa mais inteligente – quando cientistas da Academia de Ciências de Nova Iorque encontraram mais massa cinzenta no córtex auditivo do hemisfério direito no cérebro de músicos, comparando a outros indivíduos que não eram músicos. Outros estudos seguem a linha da cura pela música, com efeitos benéficos da música sobre a saúde ou a imunidade.

Confira também:

Ao mesmo tempo, estudos de Harvard afirmam que as crianças que estudam música não se tornam mais inteligentes. Ainda que o senso comum e alguns estudiosos afirmem, essa pesquisa vai contra a tese do efeito Mozart, no qual a música beneficia o desenvolvimento infantil. A pesquisa usou domínios distintos da cognição para se certificar a respeito da influência da música neste desenvolvimento e o resultado foi insatisfatório, com influência mínima.

desenvolvimento-infantil-saiba-o-quanto-a-musica-pode-ajudar

Especialistas mais neutros recomendam que pais e educadores não encarem a música como um meio para tornar a criança mais inteligente, mas como um caminho para que o desenvolvimento infantil possa ter um direcionamento e acompanhamento melhor. O gosto pela música á algo comumente presente mesmo quando ele ainda é um feto e pode ter um papel importante em diferentes aspectos da vida.

No desenvolvimento infantil, a música pode ensinar, mostrar e influenciar a organização dos pensamentos, a motivação por se desenvolver, estudar ou aprender algo. Mediante a incerteza das influências da música é nessa linha que os responsáveis pelos pequenos podem se apoiar como meio para que os pequenos se desenvolvam melhor.

Você também vai gostar de:

 

Deixe seu comentário

comments

Deixe um comentário