Alimentação Dicas e Curiosidades

Ovo de Páscoa: conheça a história e aprenda a fazer

ovos de páscoa aprenda a fazer

Os ovos de chocolate são parte importante de toda a tradição do feriado de Páscoa.

As celebrações da data costumam incluir a troca de chocolates e outras guloseimas doces entre pessoas queridas como forma de emitir e compartilhar amor e gratidão.

Para a criançada, as sobremesas representam toda a atmosfera de magia pascoal, seja por acreditarem na fantasia do famoso Coelhinho da Páscoa ou por se sentirem amadas, queridas e contempladas pelos deliciosos ovos e as surpresas que costumam vir no interior dos doces.

Sabendo disso, por que não recrutar seus filhos como ajudantes para fazer um delicioso ovo de colher e tornar o feriadão ainda mais divertido?

Como fazer ovo de páscoa caseiro

Fazer seus próprios ovos de Páscoa em casa é uma excelente maneira de se divertir, ter mais controle sobre o processo de produção do que você está consumindo, economizar ou mesmo complementar a renda!

Recrutando as crianças para ajudar, então, fica ainda mais divertido. E a melhor parte: é mais fácil e barato do que parece!

Ingredientes de ovo de Páscoa caseiro

– 1 (Um) molde de 250g de ovo de Páscoa, em silicone ou plástico duro;
– 2 (Duas) barras de chocolate ao leite.

Modo de preparo do ovo de Páscoa caseiro

1) Divida cada uma das barras de chocolate em três partes iguais. Reserve uma delas. Você trabalhará apenas com as duas restantes por enquanto.

2) Pique as partes restantes em quadradinhos pequenos, seguindo o formato do molde do tablete.

3) Coloque as quatro partes (duas de uma das barras e duas de outra) em um refratário. Leve ao micro-ondas para derretê-las. Para isso, ligue o forno de micro-ondas na potência máxima por 30 segundos.

Em seguida, retire o recipiente do forno e mexa bem sua mistura. Retorne ao micro-ondas por mais 30 segundos.

Repita esse processo até que o chocolate esteja totalmente derretido, formando uma mistura homogênea.

4) Com a mistura ainda quente, acrescente os pedaços restantes (as duas partes, uma de cada barra, já bem picadas em quadradinhos) ao creme de chocolate e mexa bem até que os pedacinhos estejam totalmente derretidos.

5) Reserve seu recipiente com a mistura de chocolate e deixe esfriar em temperatura ambiente, sem levar à geladeira – isso preservará o sabor do chocolate e facilitará o processo de montar o ovo.

6) Com a ajuda de uma colher, espalhe bem o chocolate pelo molde de ovo de Páscoa. Garanta que nenhum cantinho ou cavidade fique descoberto.

Balance a forma para os lados para garantir que o chocolate escorra bem e se espalhe com maior facilidade e eficácia.

7) Se houver excesso de chocolate, vire o molde de cabeça para baixo para que o creme escorra. Use uma espátula lisa para retirar o excesso das bordas e acertar o tamanho do molde.

Se o chocolate estiver fazendo bolinhas, basta dar batidinhas leves e delicadas com as costas do molde em uma superfície plana, como uma bancada, por exemplo.

8) Deite os moldes com as bocas viradas para baixo em um utensílio de cozinha plano, como uma bandeja ou assadeira, por exemplo. Em seguida, leve à geladeira.

O ovo deve gelar por um período de 15 a 20 minutos, ou até a casca endurecer bem. Se preferir, ao invés da geladeira, leve ao freezer ou congelador por cerca de 5 minutos.

9) Retire o molde da geladeira e repita o processo de criação de uma nova camada, espalhando o creme de chocolate por toda a superfície interna do ovo novamente.

Retorne o ovo de Páscoa para a geladeira, congelador ou freezer até a nova camada endurecer.

Repita o processo quantas vezes for necessário, até obter uma casca grossa o suficiente de acordo com seu gosto pessoal e o de sua família.

Mas um lembrete importante e fundamental para o sucesso do seu ovo: é imprescindível que seu ovo tenha, no mínimo, 4mm de espessura.

Assim, quando você desenformar, a casca não correrá o risco de partir, rachar ou até mesmo quebrar.

10) Quando concluir a última camada, antes de colocar o ovo para gelar novamente, cubra as bocas dos dois moldes com uma folha de papel-manteiga.

Por fim, retorne o ovo à geladeira, congelador ou freezer, com as bocas viradas para baixo. Aguarde.

11) Chegou a hora de desenformar as duas partes do seu delicioso ovo de Páscoa!

Se você optou por gelar seu ovo de chocolate no freezer, a casca dele vai soltar sozinha dos moldes quando estiver no ponto certo.

Caso isso ainda não esteja acontecendo com o seu, basta retornar os moldes ao congelador por mais um tempinho.

Já quem optou pela geladeira terá um pouco mais de trabalho: vá puxando as bordinhas do ovo com cuidado e delicadeza, e dê leves batidinhas nas “costas” do molde até que o ovo se solte completamente.

Tome cuidado para não partir ou rachar a estrutura.

12) Prontinho! Seu ovo de Páscoa caseiro totalmente exclusivo está pronto para ser devidamente devorado e apreciado!

Como as crianças podem ajudar a fazer um ovo de Páscoa caseiro?

O ovo de Páscoa caseiro é uma receita lúdica, divertida e ideal para os pequeninos por não precisar de fogão, fósforos, panelas, facas, garfos ou outros objetos pontiagudos.

Assim, com a orientação adequada de um adulto, seus filhos e filhas podem ajudar no processo praticamente todo!

Crianças maiores de 10 anos podem, inclusive, se aventurar nessa empreitada por conta própria e confeccionarem sozinhas seus próprios ovos de Páscoa.

As etapas que podem ser feitas por crianças maiores de 10 anos sem o acompanhamento de um adulto são: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11 e 12.

As etapas que podem ser realizadas por menores de 10 anos com a supervisão de um adulto responsável são: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11 e 12.

Dicas para o preparo de um ovo de Páscoa caseiro

Para quebrar o doce do chocolate no seu ovo de Páscoa, vale trocar as duas barras de 170g de chocolate ao leite por duas barras de 170g de chocolate meio amargo.

Quem é (ou possui familiares que são) diabético não precisa ficar de fora da festa.

Existem no mercado barras dietéticas (o famoso diet) especiais para quem não pode ingerir a taxa de glicose das barras de chocolate convencionais.

Quem é vegano pode apostar em barras de chocolate que não levam em seus componentes nenhum produto de origem animal.

Em grandes centros comerciais, é possível achar as barras de chocolate “vegano” em versões de até 5kg.

Se quiser fazer a alegria da criançada e atender a gregos e troianos, faça trocas divertidas, como uma metade do ovo em chocolate preto e outra metade em chocolate branco.

Se quiser deixar seu ovo mais crocante, com uma textura ou sabor diferente, não tenha medo de ousar!

Na hora de fazer as camadas da casca, misture ao seu creme de chocolate de barras derretidas itens como confettis, M&Ms, amendoim, nozes, bombons esfarelados ou bolacha Oreo, por exemplo.

A decoração do ovo é uma parte muito divertida que a criançada adora! Depois de desenformado, seu ovo de Páscoa pode ser decorado com a ajuda de uma bisnaga.

Assim como nos tempos da Antiguidade, faça listras, padrões geométricos e outros desenhos simbólicos que remetam à Páscoa. Use a imaginação.

Se decidir embalar seu ovo de Páscoa para presentear alguém, saiba que existem duas opções corretas para embalar o chocolate e conservá-lo de maneira adequada. Você pode optar pelo papel alumínio ou pelo papel chumbo.

O papel chumbo é o mais recomendado, por proteger o chocolate do ar e aumentar o tempo de conservação do doce.

Embora menos impermeável, o alumínio também quebra um galho.

Como fazer ovo de páscoa de colher

O ovo de Páscoa de colher é uma adaptação muito brasileira da tradicional receita de ovo de Páscoa.

Consiste em um ovo caseiro com muito recheio cremoso, com consistência tipo brigadeiro de panela, para ser comido de colher. Pode ser feito em vários sabores e quantidades!

As crianças adoram saborear o ovo de Páscoa de colher, e vão curtir ainda mais se participarem do preparo com a mamãe ou o papai!

Ingredientes do ovo de Páscoa de colher

1 (Um) quilo de chocolate ao leite em barra;
1 (Uma) lata de creme de leite;
1 (Uma) lata de leite condensado;
1 (Uma) colher (sopa) de manteiga;
5 (Cinco) colheres (sopa) de chocolate em pó;
2 (dois) moldes de 500g de ovo, feitos de silicone ou plástico grosso.
Itens para enfeitar, dar textura ou um toque de sabor especial ao seu gosto. Pode ser chocolate granulado, confetti ou Ovomaltine, por exemplo.

Modo de preparo do ovo de Páscoa de colher

1) Divida a barra de chocolate em três partes iguais (ou o mais semelhante possível). Pique essas partes, quebrando os quadradinhos seguindo o molde do tablete.

2) Reserve uma das partes.

3) Leve as duas partes restantes ao forno de micro-ondas para derretê-las.

Lembre-se de utilizar um recipiente próprio para micro-ondas.

Coloque para esquentar e, a cada 30 segundos, pare, tire o refratário do micro-ondas, mexa um pouco e volte a esquentar.

Repita o processo até que o chocolate esteja totalmente derretido, bem cremoso.

4) Retire sua mistura do forno e adicione a ela a parte faltante, já picada em quadradinhos.

Mexa bem ainda quente, até que todos os pedaços de chocolate derretam e se incorporem a mistura, formando um creme homogêneo.

5) Chegou a hora de montar seu ovo de colher!

Despeje a mistura em uma das metades do molde de ovo de Páscoa.

Incline seu molde para todos os lados, com cuidado para não derrubar sua mistura de chocolate, tendo certeza de que ela cobriu toda a superfície do molde.

Faça o mesmo com a outra metade do molde.

6) Observe se há excessos de chocolate em seus moldes. Se houver, despeje-os com cuidado novamente na tigela.

7) Raspe as bordas do molde do seu ovo com a ajuda de uma espátula plana. Deixe seu ovo de Páscoa bem bonito e caprichado!

8) Vire os moldes de cabeça para baixo para retirar a camada final de excesso de chocolate.

9) Leve os moldes a geladeira por um período de 15 a 20 minutos, ou até a camada de chocolate endurecer.

Então, retire-a da geladeira e repita o processo para fazer outra camada.

Faça isso até que a casca do seu ovo esteja grossa o suficiente, de acordo com seu gosto pessoal e o de sua família.

Entretanto, é bom lembrar que o ovo, após receber sua última camada de chocolate, deve ficar com pelo menos 4mm de espessura. Se a casca for muito fina, seu ovo de Páscoa pode partir ao ser desenformado.

10) Quando terminar a última camada da casca, cubra as metades do molde com uma folha de papel-manteiga. Leve as partes do seu ovo para a geladeira uma última vez, viradas de cabeça para baixo, até que a casca endureça totalmente.

11) Quando o processo de gelar for concluído, a casca deve estar se soltando praticamente sozinha, saindo com muita facilidade.

Para desenformar, puxe as bordas da casca delicadamente e dê batidinhas de leve do lado de fora do molde, nas “costas” do ovo. Tome cuidado para não quebrar a casca.

12) Pronto! Seu ovo de Páscoa está pronto e desenformado. Agora, chegou a hora de recheá-lo.

Para isso, misture em uma panela leite condensado, creme de leite, manteiga ou margarina e chocolate em pó, no maior estilo brigadeiro de panela. Reserve e deixe esfriar bem antes de preencher seu ovo!

13) Para rechear o ovo, basta preenchê-lo totalmente com o recheio escolhido. E está pronto para comer!

14) Decore com Ovomaltine, chocolate granulado, confetti, M&Ms, balas de goma, e o que mais a imaginação permitir.

Como as crianças podem ajudar a fazer o ovo de colher?

A receita de ovo de Páscoa de colher é excelente para ser preparada pela família toda por conter muitas etapas que não envolvem fogo para serem executadas.

Os pequenos podem ajudar a montar a casca do ovo, rechear ou a partir os tabletes, por exemplo.

As etapas da receita que podem contar com a ajuda dos pequenos são as seguintes: 1, 2, 3, 5, 6, 8, 9, 10 e 13. Bastante trabalho para seus jovens chefs, certo?

Dicas para ovo de Páscoa de colher

Uma das partes mais divertidas do preparo do ovo de Páscoa de colher é o espaço para autonomia que a receita oferece. Abuse da criatividade nos recheios!

Para quebrar um pouco o doce da receita, troque o chocolate ao leite por chocolate meio amargo.

Quebrar o doce também é a função do creme de leite na confecção do recheio.

Incentive as crianças a criar uma relação de intimidade com frutas apostando no preparo de recheios como maracujá, por exemplo. Também vale usar morangos para decorar a sobremesa.

A história do ovo de Páscoa

Além de confeccionar ovos de Páscoa caseiros e de colher com seus filhos, outra dinâmica interessante é, durante o processo, contar a eles como foi que ovos de Páscoa se tornaram tradição no feriado.

O ovo possui um histórico interessante de ser usado como um presente clássico e tradicional em diversas culturas na Antiguidade. Isso tem um motivo de fundo filosófico.

Para os povos antigos, o ovo simbolizava o início da vida, o início de algo totalmente novo e incrível. Por isso, era oferecido para familiares, amigos e pessoas importantes, com altos cargos e pertencentes a classes sociais mais abastadas.

Dar um ovo de presente era uma forma de desejar renascimento, abundância e fertilidade.

Para fins festivos, os ovos costumavam ser decorados com motivos alegres e coloridos. Era comum que as ilustrações fossem geométricas, ou pintados com gravuras especiais que remetessem a natureza, fenômenos naturais, plantas, flores e árvores.

Além das gravuras e desenhos, os ovos também podiam ser cozidos com água e corantes naturais – como ervas, flores e raízes, por exemplo – para adquirirem novas colorações bonitas e únicas. Geralmente, as pessoas presenteavam umas às outras com os tais ovos em datas que marcavam o início ou o fim de fenômenos naturais.

Essas datas variavam de acordo com a cultura em que aconteciam, mas, em geral, na maior parte delas, essa troca de presentes especial acontecia no início da primavera.

Foi justamente durante essas festas de comemoração a chegada da primavera que alguns dos símbolos tradicionais da Páscoa começaram a fazer parte do imaginário das pessoas.

Isso porque nas festas de celebração a chegada da nova estação do ano, eram espalhadas pelas cidades figuras que representavam uma mulher segurando um ovo nas mãos enquanto observava um coelho.

Essas imagens reforçavam a ideia de gratidão e fertilidade que a primavera passava com suas cores e flores.

Essas tradições sobreviveram extraoficialmente por toda a Idade Média, até serem incorporadas oficialmente pelo calendário de festividades católicas em 325 a.C. com todos os símbolos – inclusive o tal ovo.

Com a popularização da festa de Páscoa, as famílias mais ricas e abastadas passaram a fazer grandes eventos em comemoração ao feriado. Neles, nobres, reis e outros pertencentes a classes sociais mais altas presenteavam uns aos outros com grandes réplicas de ovos feitos de ouro e cravejadas de pedras preciosas.

Já as famílias mais pobres seguiriam aprimorando as técnicas de tingir e fazer gravuras em ovos com corantes, mas sempre preservando o amor e a gratidão típicos do período de Páscoa.

A história dos ovos de chocolate

O cacaueiro, a árvore em que nascem as amêndoas de cacau, é típica da América. Por questões geográficas e climáticas, costuma nascer do México até a América do Sul, passando pela região da América Central.

Por isso, a popularização do chocolate não foi possível até a descoberta do continente americano, que só ocorreu séculos depois do início das comemorações de Páscoa.

Foi só em 1502 que Cristóvão Colombo descobriu, em Honduras, a frutinha de cacau. Entretanto, os europeus não sabiam muito bem o que fazer com aquilo. Tentaram imitar as receitas dos índios, que diluíam o cacau em água e bebiam a mistura fria.

Os nativos de países da Europa achavam o resultado amargo e ruim, mas passaram a adoçar a bebida para poderem consumi-la e, assim, aproveitarem o novo fruto que haviam descoberto.

Para facilitar o transporte do pó de cacau para a Europa, os comerciantes passaram a prensá-los em barras. Assim que começou a chegar ao solo europeu, a receita da bebida indígena foi passando por adaptações de textura, temperatura e temperos – ganhando reforços como a canela, por exemplo.

Não demorou muito para o chocolate quente se tornar febre em toda a Europa.

O encontro do chocolate com os tradicionais ovos de Páscoa aconteceu na França, no século XVIII. Essa adaptação foi obra das patisseries, padarias populares na França que são especializadas na produção de bolos, docinhos e pães açucarados, como uma espécie de confeitaria.

A técnica primordial consistia em retirar a gema e a clara de ovos comuns e rechear os mesmos com generosas quantias de creme de chocolate.

Em seguida, os chefs e cozinheiros pintavam as cascas dos ovos por fora com finas camadas de chocolate e passaram a comercializar os produtos na Páscoa.

Foi um estrondoso sucesso, principalmente entre as crianças. Tornou-se comum durante o feriado de Páscoa, então, que os pais escondessem ovinhos de chocolate em seus quintais.

Na manhã do domingo de Páscoa, os filhos eram desafiados a encontrar os ovinhos.

Com a popularização da tradição de ovos de chocolate por toda a Europa, cozinheiros e fabricantes passaram a se debruçar sobre possíveis evoluções da receita.

No século XIX, com o aprimoramento das técnicas, receitas e máquinas disponíveis, começaram a ser produzidos os ovos de Páscoa como conhecemos hoje, produzidos inteiramente com chocolate.

Interessante, não?

E aí, que tal deixar seu feriado de Páscoa muito mais divertido, autêntico, saboroso e empolgante produzindo deliciosos ovos de Páscoa com seus pequenos?

Eles vão adorar e terão uma Páscoa inesquecível, inédita e incrível!

Leia também nossas outras matérias especiais de Páscoa:

Deixe seu comentário

comments

Deixe um comentário