Dicas e Curiosidades Educação

Pais e filhos: como os pais podem criar laços com os bebês

Pais e filhos: como os pais podem criar laços com os bebês

Em tempos de equidade, não há nada mais singelo e bonito do que um pai que participa ativamente da criação dos filhos.

A participação do pai na vida dos bebês é algo indiscutivelmente importante. Dentre os seres vivos, o ser humano é o que possui a maior dependência em seus primeiros dias de vida. Essa dependência está atrelada ao aspecto de sobrevivência: proteção, alimentação, higiene, por exemplo.

Veja também:

Mas, não somente, a paternidade ativa pode garantir saúde emocional e uma relação de afeto mais forte entre os integrantes da família. Nos dias de hoje, em tempos em que a igualdade entre os gêneros vem tomando ainda mais espaço, o papel da figura paterna vem ganhando também mais atenção na criação dos filhos.

A gravidez é um período delicado para a mulher. Mudanças psicológicas e físicas são impactantes. Depois do parto, ainda há o período de sensibilidade causado pelo puerpério e, desde a gravidez, o pai deve tentar ao máximo, prover conforto e proteção para as mamães e bebês, desde tarefas básicas simples do dia a dia até o mais impactante, o apoio emocional.

Quando a criança nasce, a relação entre pais e filhos brota de uma maneira diferente daquela já construída entre o bebê e a mãe durante os nove meses, é aí, que fisicamente, a criança passa a conhecer os pais e receber sua atenção.

A construção da relação entre pai e filho pode começar muito antes, desde a gravidez, com o pai acompanhando a mãe nas visitas ao obstetra, entender as necessidades e precauções necessárias e estar envolvido.

Depois do nascimento, é importante que a mãe ajude na inclusão da figura paterna também, exemplo, a amamentação tem tudo para ser um momento exclusivo entre a mãe e o bebê, mas o pai pode estar presente naquele momento e colocar o bebê para arrotar. A troca de fraldas, igualmente, ele pode e deve fazer as trocas e ao mesmo tempo ganhar mais intimidade com seu filho.

Pais e filhos: como os pais podem criar laços com os bebês
Pais e filhos: como os pais podem criar laços com os bebês

Você também vai gostar:

Outros momentos importantes também devem contar com a participação do pai, como a hora do banho e quando a criança já estiver maior, na hora da alimentação. Depois do banho, o papai pode criar laços afetivos através de pequenas massagens também, aliás, já falamos sobre a importância deste tipo de contato aqui.

E lembre-se, nada é exato e não existe nenhum manual com dicas certeiras, mas tudo o que for aprendizado para a mãe, também pode ser para o pai. Essas práticas podem ajudar a aproximação e criar laços.

Nos primeiros momentos de vida, o bebê ainda está formando sua percepção do mundo e encontra e reconhece, de imediato, quem é a mãe. A participação ativa do pai neste momento também fomenta o reconhecimento pela figura masculina, tanto quanto da percepção do bebê, quanto do pai também.

Deixe seu comentário

comments

Deixe um comentário